Acossados pelos clientes, órgãos ambientais e até pela opinião pública, em geral intensificada por matérias jornalísticas rasas de informações, os empresários do setor de resíduos da construção sofrem para impor preços mais interessantes para o negócio.

É certo e seguro que o valor da caçamba de entulho está aquém do que vale.

Os serviços de remoção, transporte e destinação de resíduos da construção e demolição são desvalorizados no Brasil. A percepção de valor desse negócio é mínima.

Até um dia desses,  eu estava orientando um empresário do setor de caçambas sobre como trabalhar durante a pandemia de COVID 19. Pra minha surpresa ele me confidenciou que as caçambas não deveriam trabalhar. Não via que aquilo era essencial ao serviço público municipal.

Pois bem, o serviço de caçamba transportadora ou remoção, transporte e destinação de RCD é desvalorizado por uma série de fatores. Em mais de dez anos trabalhando com entulho, penso que o maior obstáculo para a valorização e profissionalização do setor seja o amadorismo.

Sim, amadorismo.

Serviços de caçambas são essenciais para a limpeza e saneamento, saúde, preservação do meio ambiente e até colabora com a segurança pública, mas quem está operando recebe mixaria para fazer o trabalho mais complicado.

Caminhão com caçamba estacionária na Inglaterra

O glamour da construção com suas lindas maquetes, vistosos merchans na TV, Rádio e até nas redes sociais não representa a realidade das construtoras, que afoitas pelo resultado imediato e redução injustificável de custos e despesas, contratam qualquer empresa para transportar o entulho sem a mínima condição para operar. Sequer verificam sua licença ambiental ou atestam o local de descarte do entulho.

Mas calma, a construção é responsável pelo resíduo e ainda é incompetente na gestão desses materiais em seus empreendimentos. Espero que um dia, que seja breve, ela seja punida tanto quanto o caçambeiro.

Assim, levantei cinco dicas para as empresas transportadoras de entulho, justamente para evitar problemas na locação da caixa estacionária e criar procedimentos mais profissionalizados:

  1. Ao alugar uma caçamba de entulho, informe o gerador das características do equipamento e dos resíduos permitidos;
  2. Contrato é um mecanismo essencial para formalizar a obrigação de todas as partes envolvidas;
  3. Notifique o cliente sobre o horário de entrega, coleta e destinação dos resíduos. Ele tem o direito e a obrigação de saber;
  4. Preencha a guia do CTR – Controle de Transporte de Resíduos com todas as informações necessárias sobre o empreendimento ou o gerador. Isso é lei;
  5. Não transporte resíduos perigosos ou que possam comprometer a reciclagem do material.
Categorias: Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *